OPINIÃO DO CENTRO

Manter e crescer
Os números do Centro de Citricultura nos levam ao entendimento que manter e crescer são ações prioritárias para o melhor desempenho de trabalho institucional. Em 2018, discutimos nesta mesma coluna de Editorial a capacidade de organização e o desempenho quantitativo que alcançamos ao longo do ano. Fechamos com a ideia da busca por novos arranjos institucionais e lideranças na soma de esforços. Passados doze meses, entendemos quão complexo essa missão é e quão importante continua sendo. E para alcançá-la, vimos o desafio para manter nossa capacidade de trabalho e entusiasmo, com novas opiniões e decisões, que geram expectativa de mudança de postura e mudança da zona de conforto, mesmo daquela do mais alto nível. E para isso, a equipe do Centro de Citricultura demonstrou poder realizar esta tarefa. Assim, vemos em vários níveis dos números que avaliamos, que pudemos manter nossa inserção nas atividades acadêmicas, com a participação de nossos pesquisadores em eventos (~50), com conferências (~60), bancas de defesa (~45) e publicações técnicas (>60), assim como na formação de recursos humanos da iniciação científica ao pós-doutoramento que juntos somaram cerca de 80 profissionais, número então equivalente a 2018. E crescer? Alcançamos números de cerca de 15 a 30% de aumento em publicações e projetos com financiamento aprovados. Fato que crescemos também na inserção do Centro de Citricultura nos eventos de inovação e transferência do conhecimento, aqui com expressivo salto em relação ao ano anterior, atingindo um público de cerca de 7400 pessoas nos 12 eventos realizados pela nossa equipe. Participantes de vários estados do Brasil e do exterior buscaram e trocaram experiências ímpares para o crescimento contínuo e de qualidade da nossa citricultura. Destaque para o licenciamento da cultivar IAC 2019Maria para produção de mudas a partir de 2020, fruto de muitos anos de pesquisa e muito esforço administrativo que excedeu a bancada do laboratório e o campo. Também não faltaram números expressivos iguais em serviços prestados e maiores em produtos em 2019. Daqui parte outra necessidade de crescer, em comunicação! Concluímos 2019 com muitos resultados positivos, e uma postura que deve orientar este próximo ano, a continuidade da construção de uma base organizacional mais forte que permita novo ciclo de crescimento do Centro de Citricultura.

Comentários